RG (Registro Geral)

A carteira de identidade ou RG (Registro Geral) é um dos documentos mais importantes do Brasil

Artigo publicado por Marcelo Costa nas categorias: Documentos Pessoa Física

A carteira de identidade ou RG é um dos documentos mais importantes no Brasil. Através dele, como o próprio nome sugere, é possível identificar a pessoa, além de ser necessário para que sejam obtidos outros documentos.

É concedido a todas as pessoas nascidas e registradas no Brasil, assim como para filhos de brasileiros nascidos no exterior, em qualquer idade. Aceito em todo o território brasileiro, sua apresentação dispensa o passaporte em viagens para Chile, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Como tirar o RG?

A expedição do RG está a cargo da Secretaria de Segurança Pública (SSP) nos estados. Para checar a SSP do seu estado, clique aqui.

Como Tirar RG

O que é Necessário?

O interessado deverá comparecer em um posto de atendimento da SSP da sua cidade munido de uma foto recente 3×4 com fundo branco e original (ou cópia autenticada) da certidão de nascimento, casamento (caso haja mudança de nome decorrente de matrimônio ou divórcio, é obrigatória a apresentação desse documento) ou certificado de naturalização.

Para menores de 16 anos

O menor deverá estar acompanhado de um dos pais ou do responsável legal, portando seu documento de identidade. Em casos de guarda, tutela ou curatela, essa condição deverá ser provada através do documento da original do documento comprobatório dessa condição ou de ofício assinado pelo juiz da Vara da Infância e da Juventude (original) autorizando a pessoa a acompanhar o menor.

Para emancipados ou casados, é dispensada a presença de um dos pais ou responsável.

Custos

A 1ª via é gratuita. Para 2ª via, paga-se taxa de R$29,06, da qual os seguintes casos estão isentos:

  • Roubo ou furto, comprovado pela apresentação de boletim de ocorrência.
  • Cidadãos declarados pobres, nos termos da Lei nº 7.115/83, mediante preenchimento de documento disponível nos locais onde se tira o documento.
  • Homens acima dos 65 anos e mulheres acima dos 60.
  • Desempregados há no mínimo 3 meses, apresentando a carteira de trabalho com registros atualizados.
  • Em caso de erro nos dados por parte do órgão expedidor. Para esses casos, é necessário que a reclamação seja feita em até 90 dias após a data de expedição do RG.

Mais informações

  • Caso o interessado queira que conste o número do CPF, PIS/PASEP ou RG escolar no documento de identidade, basta levar os originais do(s) documento(s).
  • Agências do Poupatempo enviam o documento para a casa do interessado pelos Correios mediante pagamento de taxa de R$12,33.
  • O documento não deverá ser plastificado.
  • Diferente do CPF, não é possível consultar RG pela Internet.


2 comentários

Comente!




*Campos obrigatórios